CUIABÁ

MATO GROSSO

Após confirmação de secretário carioca, Mauro nega que tenha tentado vender vagões do VLT: “tem muita fofoca por aí”

Publicados

MATO GROSSO

O governador Mauro Mendes (União Brasil) negou que tenha tentado vender os vagões do VLT. A informação foi confirmada ao site Olhar Direto pelo secretário de Infraestrutura do Rio de Janeiro, Sérgio Luiz de Souza Arraes, que afirmou ter ocorrido negociações para venda dos vagões.

No entanto, segundo o governador, estas trativas nunca existiram. Mendes reiterou que o governo entrou com processo judicial para que o próprio Consórcio VLT venda os vagões. Mauro disse que como a empresa cometeu corrupção e o contrato foi rescindido pela Justiça seria ela a responsável para vender o modal e posteriormente indenizar o estado com esse valor. 

“Tem 0 de fundamento, 0 ao cubo, 0 ao quadrado, nós entramos com ação na Justiça, esses vagões não são do Estado de Mato Grosso, nós entramos com ação na Justiça dizendo: ‘leve isso embora, isso é de vocês e devolva meu dinheiro de volta’, então o governo não está negociando com ninguém para vender vagões, quem falar diferente disso está conversando fiado”, afirmou Mauro, nesta terça-feira (24). 

Leia Também:  Morta pelo ex flagrou assédio à filha e pediu separação em Cuiabá

“Nós não compramos vagões, nós compramos um sistema de transporte coletivo funcionando e eles não entregaram isso, eles deram causa à rescisão contratual, eles tem que indenizar o estado, devolva o dinheiro”, afirmou. “Mato Grosso se planta muita soja, muito milho, mas também tem muita fofoca por aí também”, completou.

Mauro anunciou a troca do VLT pelo BRT em dezembro de 2020, neste mês, no entanto, o Tribunal de Contas da União (TCU), atendendo pedido da Prefeitura de Cuiabá, suspendeu o trâmite e a construção do novo modal em Cuiabá e Várzea Grande.

FONTE/ REPOST: LÁZARO THOR BORGES – OLHAR DIRETO 

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

MATO GROSSO

Imprensa nacional repercute matéria sobre emenda parlamentar de R$ 450 mil usado para bancar reality show de influencers em MT

Publicados

em

O site Uol do grupo Folha de São Paulo, repercutiu na tarde de segunda feira, 27, reportagem produzido pela imprensa cuiabana e divulgou uma matéria sobre a emenda parlamentar de R$ 450 e usada para bancar reality show no estado. Veja a matéria abaixo:

https://noticias.uol.com.br/politica/ultimas-noticias/2022/06/27/emenda-parlamentar-de-eduardo-botelho-banca-reality-de-influencers-em-mt.htm

Emenda parlamentar de R$ 450 mil banca reality show de influencers em MT

Uol

Uma emenda parlamentar de R$ 450 mil do deputado estadual Eduardo Botelho (União Brasil), presidente da ALMT (Assembleia Legislativa de Mato Grosso), custeou um reality show de influenciadores digitais no estado. O dinheiro foi repassado através da Secel (Secretaria Estadual de Cultura, Esporte e Lazer), segundo extrato divulgado no Diário Oficial do Estado no dia 21 de junho.

O reality “Casa Digital” reuniu dez influencers numa chácara de Cuiabá, no Mato Grosso, que produziram e postaram conteúdos sobre a cultura e turismo do estado.

Os participantes concorreram a um prêmio de R$ 25 mil.

No Diário Oficial do Estado, o texto diz que o dinheiro da emenda será usado para “realizar o reality INFLUENCIADOR DIGITAL (Casa Digital)”. Em vídeo publicado no perfil oficial do reality, Eduardo Botelho aparece no evento de abertura do Casa Digital e discursa aos influenciadores.

Leia Também:  Sema inicia aceiros mecânicos no Parque Estadual Encontro das Águas

Ele os incentiva a divulgar as belezas naturais de Mato Grosso. “Nós estamos acreditando que vocês têm como levar essa potencialidade [de Mato Grosso]. Temos o Pantanal, a Chapada, a melhor gastronomia do Brasil e o povo mais bonito do mundo”, disse rindo. “Vocês serão a caixa de ressonância para todos os outros empreendedores”, afirmou Botelho.

FONTE/ REPOST: PÁGINA 12

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

CUIABÁ

VÁRZEA GRANDE

MATO GROSSO

POLÍCIA

MAIS LIDAS DA SEMANA