CUIABÁ

TJ MT

Humanização: Centro de Atendimento às Vítimas inicia acolhimento de famílias no Fórum de Cuiabá

Publicados

TJ MT

Pessoas que foram vítimas de crimes e atos infracionais em processos julgados na Comarca da Capital já começaram a ser atendidas de forma humanizada pelo setor criado especialmente a elas, no Fórum de Cuiabá.
 
M.S.P., 36 anos, esteve no fórum para buscar encaminhamento psicológico na 2ª Vara Especializada de Violência Doméstica, e foi direcionada ao Centro Especializado de Atendimento às Vítimas de Crimes e Atos Infracionais, localizado no subsolo do fórum.
 
“É bom, fizeram coisas para nos apoiar e acolher. Tem um atendimento diferente, um olhar diferente. Muitas vezes, as pessoas te veem com olhar de julgar. Lá já tem o apoio, onde você se sente mais segura”, afirma.
 
Ela foi até o fórum com o filho de 5 anos, que também foi bem recebido e cuidado com carinho e afeto. “No dia que eu fui, meu filho foi bem atendido, ele se sentiu amado. Qualquer pessoa que ele via no fórum saía abraçando, ele abraçou até o juiz e antes tinha medo de ir lá”, destaca.
 
M. inclusive já indicou o local para uma amiga que também enfrenta os mesmos problemas psicológicos que ela em virtude da violência doméstica, e combinou de levá-la para buscar apoio profissional.
 
O objetivo do setor é acolher de forma humanizada as vítimas enquanto elas estão nas dependências do judiciário. O local oferece atendimento psicológico e encaminhamentos a programas sociais, tanto para as vítimas quanto seus familiares, além do serviço de consulta processual e espaço kids.
 
#Paratodosverem
Esta matéria possui recursos de texto alternativo para promover a inclusão das pessoas com deficiência visual.
Descrição de imagem: Foto horizontal colorida da área interna do Centro Especializado de Atendimento. Em primeiro plano, uma porta de vidro está aberta e tem a logo do centro em azul marinho. Em profundidade, o hall de entrada do Centro, onde se vê uma mesa com computador, uma mesa de centro, tapete e sofá. Uma planta adorna o local. Na parede, há uma faixa grande em azul escrito “Você não está só”.
 
Leia nos links abaixo matérias sobre o Centro Especializado de Atendimento:
 
 
 
 
Mylena Petrucelli/Foto: Alair Ribeiro
Coordenadoria de Comunicação da Presidência do TJMT

Fonte: Tribunal de Justiça de MT

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  Justiça de Mato Grosso amplia possibilidade de adoção por meio do Busca Ativa
Propaganda

TJ MT

Justiça participa de Plano Municipal de Convivência Familiar e inauguração de Casa Lar em Itiquira

Publicados

em

Por

O Poder Judiciário de Mato Grosso participou do lançamento do Plano Municipal de Efetivação do Direito à Convivência Familiar e Comunitária do Município de Itiquira (357 km ao sul de Cuiabá). A iniciativa tem o objetivo de promover, proteger e defender o direito de crianças e adolescentes à convivência familiar e comunitária refletindo o compromisso de oferecer prioridade a essa temática, com a perspectiva de garantir a proteção integral. Além disso, o Poder Judiciário participou da inauguração da nova sede da Casa Lar dos Idosos do município.
 
Segundo a juíza substituta da Vara Única, Fernanda Mayumi Kobayashi, no encontro, que marcou o lançamento do Plano, foi realizado um treinamento sobre Formação Vivencial para Acolhimento em Rede voltado a todos os servidores que atuam na Rede de Proteção às crianças e aos adolescentes.
 
“Itiquira possui uma Casa de Acolhimento e queremos diminuir o número de crianças e adolescentes e o tempo de estadia deles. Uma das estratégias para que isso aconteça é a implementação do Programa Família Acolhedora no município. O evento foi uma oportunidade de apresentar o programa, que é um serviço de acolhimento temporário em residências de famílias cadastradas com o intuito de oferecer as essas crianças e adolescentes a oportunidade de um convívio familiar. Foi um bom primeiro encontro e é um programa de muito potencial”, destacou a juíza.
 
A magistrada participou da inauguração da nova sede da Instituição de Longa Permanência para Idosos o Lar Nossa Senhora Aparecida, que agora está localizado no Bairro Altino Ribeiro. Um espaço amplo, mais moderno, com acessibilidade que garantirá mais qualidade de vida aos idosos institucionalizados do município.
 
“A nova sede, que foi fruto de um Termo de Acordo de Ajustamento entre a Prefeitura e o Ministério Público, é um local mais adequado para receber esses idosos, com acessibilidade, banheiros adaptados e um espaço mais arejado. Realmente é um grande avanço. A nova sede ainda dá a possibilidade de receber novos idosos, atualmente oito moram nesse local, mas é importante ressaltar que não é qualquer idoso que pode ficar lá, existem critérios”, apontou.
 
Participaram do evento no Salão Paroquial da Igreja Matriz de Itiquira aproximadamente 100 pessoas entre servidores da Secretaria Municipal de Assistência Social, Conselho Tutelar, Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente (CMDCA), Conselho Municipal da Assistência Social, Educação, Saúde, Ministério Público, Poder Judiciário e famílias pretendentes. Durante o evento também foi apresentado aos presentes os serviços do Programa Família Acolhedora.
 
#ParaTodosVerem: esta matéria possui recursos de texto alternativo para promover a inclusão das pessoas com deficiência. Imagem 1: Foto horizontal colorida todos os participantes estão perfilados, com pessoas ajoelhadas ou em pé. Ao fundo uma tela de retroprojetor, caixas de som e uma cruz. Imagem 2: Foto horizontal colorida do pátio da nova sede da Casa dos Idosos, que possui um pergolado e bancos de madeira.
 
Larissa Klein/ Foto: Assessoria da Prefeitura de Itiquira
Assessoria de Imprensa CGJ 

Fonte: Tribunal de Justiça de MT

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  Ministro da Justiça e ministros do STF e STJ discutirão Pacote Anticrime em evento virtual
Continue lendo

CUIABÁ

VÁRZEA GRANDE

MATO GROSSO

POLÍCIA

MAIS LIDAS DA SEMANA