CUIABÁ

ECONOMIA

Mato Grosso é o segundo estado com menor taxa de desemprego do país, aponta IBGE

Publicados

ECONOMIA

Dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) divulgados nesta quarta-feira (2) pelo Governo de Mato Grosso mostraram que o estado é o segundo com menor taxa de desemprego do Brasil e o quarto com números menores de desigualdade de renda. Os números constam do relatório “Síntese de Indicadores Sociais – uma análise das condições de vida da população brasileira em 2021”, e do último balanço trimestral de 2021 da Pesquisa Nacional de Amostra por Domicílio (PNAD), realizada pelo instituto.

Conforme a divulgação, o país tem 11,1% de taxa sobre desocupação. Já em MT, o índice está em 5,9%. Santa Catarina é o único estado que está melhor posicionado, com 4,3%.

No quesito rendimento médio mensal da classe trabalhadora, conforme divulgado pelo governo, Mato Grosso também se destacou com média salarial de R$ 2.455, enquanto a nacional está na casa dos R$ 2.447. O estado figura no sétimo lugar do ranking com maior rendimento médio.

O Governo do Estado pontuou que os resultados positivos são frutos de esforços conjuntos entre setor produtivo, Estado e população. Foi destacado que é dever da gestão, criar condições e oportunidades ao ingresso do mercado de trabalho.

Leia Também:  Corpo de Bombeiros registra mais de 100 ocorrências de queda de árvores em Mato Grosso

Na divulgação dos dados, ainda foi elencado que o programa Mais MT tem dado auxílio direto na redução dos índices de desemprego, tendo em vista a ação de diversas obras em diferentes áreas do estado.

O comunicado pontuou que mais de 50 mil empregos diretos e indiretos foram gerados pelo Estado por meio da metodologia do BNDES (Banco Nacional de Desenvolvimento Social), remetendo à isso os investimentos e obras que desenvolvem as regiões de MT, atraindo, assim, empresas, negócios e empreendimentos. “É um efeito dominó que beneficia toda a população”, declarou Mauro Mendes.

FONTE/ REPOST: PEDRO COUTINHO BERTOLINI- OLHAR DIRETO 

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

BRASIL

Botijão de gás fica mais barato para as distribuidoras a partir deste sábado

Publicados

em

O preço do gás de botijão ficou mais barato para as distribuidoras a partir deste sábado (9).

A Petrobras anunciou na sexta-feira (8) a redução do preço médio de venda do GLP, que passou de R$ 4,48 para R$ 4,23 por kg, o equivalente a R$ 54,94 por 13kg. Com isso, a redução média deve ser de R$ 3,27 por 13 kg, ou de 5,58%.

O botijão de 13 kg custa R$ 113,54, em média, no país, segundo pesquisa da Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) feita entre 3 e 9 de abril.

Último reajuste

 

O último reajuste no preço do gás tinha sido feito no dia 11 de março. Na ocasião, o preço médio de venda do GLP às distribuidoras foi reajustado em 16,1%, passando de R$ 3,86 para R$ 4,48 por kg, equivalente a R$ 58,21 por 13kg.

Dados do IBGE mostram que, nos 12 meses até março, o preço do gás de cozinha para o consumidor final acumulou alta de 29,56%.

Leia Também:  Governo de MT entrega veículos e melhora estrutura de fiscalização da Ager
FONTE/ REPOST: G1
COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

CUIABÁ

VÁRZEA GRANDE

MATO GROSSO

POLÍCIA

MAIS LIDAS DA SEMANA